quinta-feira, 11 de outubro de 2007

AS DEZ VIRGENS

“Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando suas lâmpadas saíram a encontrar – se com o noivo.
Cinco dentre elas eram néscias e cinco prudentes.
As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo; no entanto as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas.
E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono, e adormeceram.
Mas, à meia – noite, ouviu – se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro.
Então se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas.
E as néscias disseram às prudentes: daí – nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão se apagando.
Mas as prudentes responderam: Não! Para que não nos falte a nós e a vós outras; ide antes aos que o vendem, e comprai – o.
E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou – se a porta.
Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre – nos a porta!
Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço.
Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora”.
Mt 25: 1 – 13

Nenhum comentário: